Sangue de Dragão

O “Sangue de Drago” (Croton lechleri) é uma árvore de porte médio a grande e pode alcançar até 20 metros de altura, encontradas na região norte do Amazonas e na Amazônia Peruana, no Equador, e na Colômbia. Embora alta, o tronco é geralmente fino tem menos de 30 cm de diâmetro e é coberto por casca lisa. Tem as folhas grandes e flores.

A Seiva do Croton é um liquido da cor vermelha, é também conhecida como: Sangue de Drago, Sangue de Grado, Dragons Blood, Sangue de Draco, Sangue Dragon, Sangue de Dragão ou Sangue de Dragoeiro.

É extraida da árvore da floresta Amazônica Peruana conhecida como CROTON LECHLERI MUELL , as pesquisas comprovam seu poder: antioxidante, adstringente e rejuvenecedor, ativando o SISTEMA IMUNOLÓGICO. É também um tonificante, cicatrizante, antiinflamatório, antitumores, germicida, bactericida, anti-fungos, anti-viral, etc.

Na medicina popular tradicional é usado no tratamento de várias doenças, entre elas:

Candidíase, Cicatrizante natural, Corrimento Vaginal, Doenças do Pulmão, Gastrite , Câncer ( para uso externo e interno ), Infecções em Geral, Problemas osteo articulares, reumatismo e Ossos em Geral, Artrite, Artrose, Bursite, Úlcera na Boca, Garganta, nos Intestinos e no Estômago (Feridas Internas), reforça o sistema imunológico após quimioterapia ou radioterapia, fortalece os portadores de soro A positivo.

Continue lendo, clique aqui.

Anúncios

H1N1 e viroses

por Suzy Belai

Muitas informações vêm sendo veiculadas na internet. Algumas espalhando um terror disfarçado, outras menosprezando, outras ainda servindo de des-serviço à saúde pública. Porém, existem blogs, sites e mensagens que ajudam a conscientizar e são verdadeiramente úteis.

Nesta época do ano (outono), os dias são quentes e as noites mais frias. Época que  exige um maior cuidado, principalmente com crianças e idosos.

É importante observar que as pessoas mais propensas a ficarem gripadas, com dengue, molusco contagioso, entre outras viroses, são aquelas que estão com a imunidade baixa, na maioria das vezes devido ao estresse, alimentação inadequada (muito açúcar, sal, refrigerantes, químicos…), falta de uma atividade prazeirosa, atividade física, de sono, terapia… enfim, não resistem às oscilações do ambiente.

Então o que fazer?

Clique aqui para saber