Inteligência Imunológica Vegetal e a Aromaterapia

por Arnaldo V. Carvalho
 
Muito antes dos dinossauros, o reino vegetal se desenvolveu. Desde lá, aprendeu a defender-se e perpetuar-se. Os perigos vinham não somente das condições climáticas e do solo, mas também de um inimigo comum ao homem: os microorganismos. Bactérias, fungos e vírus ainda atacam e destroem todas as complexas formas de vida. Porém, um grupo especial de plantas descobriu uma estratégia contra a qual as bactérias sempre perdem. Elas passaram a fazer circular em todos os seus tecidos, da raiz ao caule, certas substâncias praticamente infalíveis, e assim, tornaram-se as plantas dentre as mais longevas e resistentes do planeta. Estamos falando de secretoras de óleo essencial, conhecidas ainda como plantas aromáticas. O óleo essencial armazena esse conjunto de substâncias, e cuidam tanto da sexualidade como da imunidade da planta. O aroma que o óleo essencial possui, uma vez liberado no ar, segue “limpando”, matando os germes em suspensão. Essa é a estratégia anti-fúngica dos eucaliptos por exemplo, ou antibiótica das árvores cítricas.

O ser humano, com sua afinidade com o reino vegetal, tem em seu organismo células bastante compatíveis com o óleo essencial.

Para continuar lendo, clique aqui.

Anúncios

H1N1 e viroses

por Suzy Belai

Muitas informações vêm sendo veiculadas na internet. Algumas espalhando um terror disfarçado, outras menosprezando, outras ainda servindo de des-serviço à saúde pública. Porém, existem blogs, sites e mensagens que ajudam a conscientizar e são verdadeiramente úteis.

Nesta época do ano (outono), os dias são quentes e as noites mais frias. Época que  exige um maior cuidado, principalmente com crianças e idosos.

É importante observar que as pessoas mais propensas a ficarem gripadas, com dengue, molusco contagioso, entre outras viroses, são aquelas que estão com a imunidade baixa, na maioria das vezes devido ao estresse, alimentação inadequada (muito açúcar, sal, refrigerantes, químicos…), falta de uma atividade prazeirosa, atividade física, de sono, terapia… enfim, não resistem às oscilações do ambiente.

Então o que fazer?

Clique aqui para saber