Linhaça – um nobre grão

Originária da Ásia, a semente de linhaça (Linum usitatissimum) pertence à família das lineáceas. Obtida a partir do linho, é uma das mais antigas plantas cultivadas. Os relatos mais antigos datam de 5000 anos AC, sendo consumida em várias formas como ingredientes em receitas e por suas propriedades medicinais.

Por que consumir?

Contribui na perda de peso
Melhora a memória e o raciocínio
Ajuda no controle glicêmico
Potente anti-inflamatório natural
Diminui quadros alérgicos e asmáticos
Aumenta a resistência ao estresse
Combate a depressão
Auxilia no tratamento de dermatites, psoríase, quelóide
Ajuda no controle da hipertensão
Atenua sintomas de TPM e menopausa
Reduz mau colesterol
Revitaliza a pele e o cabelo

Continue lendo, clique aqui.

Ração Humana – ingredientes e funções

Hoje muito se fala sobre a Ração Humana*, um complemento alimentar a base de cereais e oleaginosas que pode ajudar no processo de emagrecimento**. Mas também interessante para quem tem uma vida agitada e com alimentação desequilibrada.

Os ingredientes na receita original são farelo de trigo, extrato de soja, linhaça, açúcar mascavo, aveia, gergelim, gérmen de trigo, gelatina, guaraná, levedo de cerveja e cacau.

Uma sugestão:

Misture 200g de farelo de trigo, 100g extrato de soja, 100g linhaça, 100g de açúcar mascavo, 100g de aveia em flocos, 100g gergelim, 100g germen de trigo, 100g gelatina, 25g de levedo de cerveja, 25g de guaraná em pó e 50g de cacau.  É interessante triturar na hora de usar para conservar suas propriedades, pois o grão íntegro conserva melhor os nutrientes. 

Lembrete: esta mistura pode ser adaptada de acordo com a necessidade de cada pessoa: para uma pessoa diabética, retire o açúcar mascavo; para celíaco, pode substituir o farelo de trigo, o gérmen de trigo, o levedo e a aveia por farelo de arroz e flocos de quinua.

Quando for usar, bata 2 colheres deste composto. Depois pode ser adicionado iogurte, suco, água ou na salada de frutas, na comida.

Segundo a nutricionista Flavia Morais, cada ingrediente que o compõe tem uma ação específica dentro do organismo:

  • Farelo de trigo – boa fonte de fibras. Aumenta a saciedade e regulariza o funcionamento do intestino.
  • Extrato de soja – boa fonte de proteínas e vitaminas do complexo B.
  • Linhaça – rica em fibras. Boa fonte de omega 3. Auxilia na regularização do intestino e tem ação antiinflamatória.
  • Colágeno – proteína que da sustentação a pele, evita a flacidez e previne rugas e estrias. Prolonga a sensação de saciedade.
  • Aveia – rico em fibras, pectina, que dão a sensação de saciedade, auxilia no controle de diabetes e colesterol. Boa fonte de magnésio.
  • Açúcar mascavo – açúcar não refinado. Contém ferro e cálcio.
  • Gergelim – alimento fonte de proteína, gorduras insaturadas e cálcio.
  • Gérmen de Trigo – fonte de proteínas e de vitaminas antioxidantes como a vitamina E e D.
  • Guaraná – fonte de cafeína. Estimulante.
  • Levedo de cerveja – boa fonte de vitaminas do complexo B e cromo, nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo. Melhora o metabolismo de carboidratos.
  • Cacau – fonte de polifenois de efeito antioxidante.
  • * Sobre o uso deste composto, sempre é interessante consultar um médico ou nutricionista para adequa-lo às suas necessidades.

    ** A ração humana não substitui reeducação alimentar e atividade física.

    Alimentos Vivos: Grãos Germinados

    Internet

     Abaixo, um artigo escrito pelo agrônomo português Luís Alves sobre como germinar grãos, aproveitando todo potencial que as sementes podem proporcionar e em seguida, algumas sugestões com receitas.

    Chamam-se “germinados” aos rebentos ou brotos (plântulas, micro-vegetais) obtidos através da germinação de sementes, pertencentes a várias famílias de plantas. Normalmente, essa germinação é feita em casa e os rebentos obtidos são utilizados diariamente na alimentação. A germinação é um processo extraordinário que liberta as energias latentes na semente dando origem a uma planta. Através deste processo, o amido é transformado em açúcares mais simples pelas enzimas e as proteínas são decompostas em aminoácidos.

    Há absorção de grandes quantidades de água, sintetizam-se vitaminas e enzimas e há uma mobilização de minerais. Tal como a cozedura das sementes, a germinação é uma espécie de pré-digestão. Mas, ao contrário do que acontece com a cozedura, através da germinação não há perda de nutrientes, antes pelo contrário.

    As sementes germinadas são um super – alimento para a nossa saúde. O seu incomparável valor biológico recomenda a sua utilização por todas as famílias. Graças ao seu grande valor energético e tónico, as sementes germinadas devem ser consumidas de preferência ao almoço, ao natural, em saladas, na sopa, acompanhando legumes, em sanduíches, etc.

    Quais as sementes que podemos utilizar?

    Como podemos utilizar? Podemos coloca-las em leites, saladas, vitaminas, pratos doces, pratos salgados?

    Continue lendo e confira as receitas, clicando aqui.

    Osteoporose

    Júlio Cordeiro

    por Sonia Hirsch

    Estamos vivendo mais tempo, e isto tem prós e contras. Se por um lado é a promessa de que vamos ter tempo para ler todos aqueles livros e conhecer nossos bisnetos, ou algo assim, por outro lado teremos de conviver com várias questões que só aparecem depois de certa idade. Mazelas, achaques, coisas da terceira idade.

    Por exemplo, a OSTEOPOROSE.

    Fantasma predileto de quem defende a reposição de hormônios na menopausa, a osteoporose tem sido enquadrada como doença – mas não é. Faz parte do envelhecimento.

    É uma condição, um estado dos ossos, que com a idade avançada vai descalcificando e se tornando porosos, frágeis e quebradiços, especialmente na coluna vertebral, costelas e bacia.

    Afeta 25% das mulheres ocidentais com mais de 60 anos e apenas 8% dos homens.

    Nosso esqueleto está sempre sendo remodelado pela perda de 300 a 700 mg de cálcio/dia.

    Repor esse cálcio através da alimentação ou de suplementos é fácil, fazer os ossos assimilarem é que são elas. A assimilação depende de vários fatores, entre eles sol, vitamina D, exercícios, fósforo, magnésio e estrogênio.

    Por isso a situação da mulher cuja massa óssea já não é muito densa pode se tornar problemática após a menopausa, já que haverá muito menos estrogênio em circulação. Mas atribuir a osteoporose exclusivamente à falta de estrogênio é muito simplismo. Estudo recente envolvendo uma série de amostras de densidade óssea de mulheres de 20 a 88 anos mostrou que 50% da massa óssea são perdidos antes da menopausa.

    E por que se perde cálcio?

    O que fazer? Como prevenir?

    Continue lendo, clique aqui.

    H1N1 e viroses

    por Suzy Belai

    Muitas informações vêm sendo veiculadas na internet. Algumas espalhando um terror disfarçado, outras menosprezando, outras ainda servindo de des-serviço à saúde pública. Porém, existem blogs, sites e mensagens que ajudam a conscientizar e são verdadeiramente úteis.

    Nesta época do ano (outono), os dias são quentes e as noites mais frias. Época que  exige um maior cuidado, principalmente com crianças e idosos.

    É importante observar que as pessoas mais propensas a ficarem gripadas, com dengue, molusco contagioso, entre outras viroses, são aquelas que estão com a imunidade baixa, na maioria das vezes devido ao estresse, alimentação inadequada (muito açúcar, sal, refrigerantes, químicos…), falta de uma atividade prazeirosa, atividade física, de sono, terapia… enfim, não resistem às oscilações do ambiente.

    Então o que fazer?

    Clique aqui para saber

    Versão online gratuita de livro sobre óleos essenciais

    Para quem está iniciando seus estudos sobre essas gotinhas preciosas, existe uma versão online do livro Óleos essenciais na Culinária, Estética e Saúde, do Luiz Grossman.

    Como ele mesmo diz, “O livro é uma jornada multissensorial sobre os óleos essenciais, que são os aromas verdes produzidos pelas nossas plantas. Partindo do conhecimento do olfato e da sua importância ecológica, o livro detalha como as plantas produzem os óleos essenciais, posteriormente extraídos por nós e como são aplicados de forma fantástica, mas segura, na culinária, cosmética natural e na saúde. Óleos Essenciais oferece ao leitor diversas receitas simples e várias dicas de utilização.”

    Vale a pena conferir!!!!

    As imagens são belíssimas e na versão impressa, “algumas fotos do livro são aromatizadas com os próprios óleos essenciais, dando uma dimensão inédita ao leitor – a de poder cheirar, tocar, ver e sonhar….”

    Para acessar o livro, clique aqui. Só um detalhe: você precisará acessar manualmente cada página, baixando a barra de rolamento externa (essa azul sempre no canto da página) e colocando o número daquela que deseja visualizar.

    Boa leitura!!!!
    Suzy Belai

    Óleo de Cártamo e Emagrecimento

    Com óleo de Cártamo você emagrece naturalmente*

     
    Principais benefícios
    Acelera a perda de gordura, especialmente na região abdominal;
    Definição muscular;
    Oferece forte proteção antioxidante;
    Ajuda o organismo na contínua produção de substâncias antiinflamatórias;
    Regularização do nível de colesterol LDL e triglicerideos;
    Normalização do perfil metabólico entre lipídeos e insulina;
    Aumento de energia;
    Aumento da imunidade.
    Auxilia na prevenção da celulite

    Ação no Metabolismo das gorduras  – O ácido oléico encontrado em grande quantidade no óleo de Cártamo é um ácido graxo que recebe o nome de Omega 9. Seu consumo traz grandes benefícios para a saúde, pois ele ajuda a equilibrar os níveis de colesterol e desempenha um papel importante ao regular os processos metabólicos do organismo. Estudo realizado na Universidade da Califórnia (EUA) e em outras instituições de pesquisa mostraram que o ácido oléico estimula a produção do lipídio oleil-etanolamida (OEA), substância que reduz o apetite, aumenta a perda de peso e diminui a produção de LDL, o chamado “mau colesterol”. 1,2,3

    Fonte de Ácido Graxo Essencial – Contém quantidades generosas de ácido linoléico, Omega 6. Nosso corpo não é capaz de produzi-lo, temos que obtê-lo através dos alimentos. É fundamental para a constituição e o bom funcionamento das membranas celulares, está envolvido na síntese de sinalizadores moleculares conhecidos como eicosanóides.

    Ação Antioxidante – O óleo de cártamo é uma fonte riquíssima de antioxidantes naturais, como a vitamina E. Ao contrário da vitamina E sintética presente nos suplementos alimentares, os tocoferóis da vitamina E presentes no óleo de Cártamo tem uma ação muito mais intensa contra os danos que os radicais livres provocam nas células.

    A vitamina E ajuda a defender as membranas celulares do corpo contra o estresse oxidativo, para a manutenção de uma boa saúde e de um bom funcionamento do sistema imunológico.

    Referências
    1 – Modulation of meal pattern in the rat by the anorexic lipid mediator oleoylethanolamide”. Neuropsychopharmacology 28 (7): 1311-6.
    2 – Lo Verme J, Gaetani S, Fu J, Oveisi F, Burton K, Piomelli D (2005). Regularion of food intake by oleoylethanolamide. Cell. Mol Life Sci. 62 (6): 708-16.
    3 – Gaetani S, Kaye WH, Cuomo V, Piomelli D (September 2008). Role of endocannabinoids and their analogues in obesity and eating disorders. Eat Weight Disord 13 (3): e42-8.

    * Desde que associado uma alimentação balanceada e hábitos de vida saudáveis. Consulte seu nutricionista.

    ** Se tiver interesse em adquirir este óleo ou obter outras informações, entre em contato conosco pelo 65 3027-5795 ou espacoflordocerrado@uol.com.br

    Gengibre extraído via CO2

    por Fábián László

    O melhor óleo de gengibre do mundo!!!!

    No gengibre o componente gingerol é um dos principais responsáveis pela sensação de ardor que o rizoma da planta possui. Esta substância é um poderoso antioxidante já estudado e que tem a capacidade de ativar o metabolismo tanto pelo uso externo quanto interno, causando com isso queima de gordura e emagrecimento. Estudos também tem demonstrado ser um dos componentes mais importantes no gengibre com atividade anti-inflamatória e analgésica, tendo também propriedades antigiogênicas e anticancerígenas para um largo espectro de cânceres.

    No óleo de gengibre destilado, o gingerol não está presente, pois é um composto diterpênico que não evapora. Na destilação se acaba tendo assim a perda de um dos componentes mais potentes do gengibre para ação terapêutica.

    Clique aqui para ler o artigo completo.